sábado, 8 de julho de 2017

Tenacidade - Por Telma Jábali Barretto

Como entender tal capacidade? Ou defeito?!... Por um lado total resolução, fibra inquebrantável, por outro, margeia a teimosia, quem sabe até dureza.


Fato é que quando funcionando no seu melhor aspecto, essa competência, se adquirida, passeia por a tudo resistir diante de determinada causa, sobre uma espécie de coragem aliada a perseverança... e, dessas duas outras qualidades, coragem e perseverança, associadas a essa atribuição também são quase sempre raras ! Ainda vale questionar que em seu uso...,no caso da coragem, quanta passagem não cria para atropelos e grosserias, bem como a perseverança, conforme vivida, encosta no apego, dificulta o deixar ir para que o novo respire/inspire...

Tal como a tenacidade, algumas circunstâncias outras, criam esse desconforto da dificuldade para estabelecer limite entre o apropriado, justo, certo?!... ou mesmo aquilo que produzirá a experiência desejada, como propiciadora de ganho, conquista e, até onde, talvez, estejamos teimando, sendo resolutos numa medida similar à turronice ?!...


Pensamos que todos já passamos, vivemos tais ‘saias justas’, muitas vezes sem discernir até onde estamos sendo tenazes ou inflexíveis...

Provável que o limite ‘real’, na medida de cada um,  envolva algo desafiador, aquilo que nos empurra a transpor medos e que, assim, chegamos a questionar se não é mesmo por aí, onde o processo de desenvolvimento acontece, quase que como uma abençoada armadilha que, só após, aceitamos como bem-vinda a nos testar, ensinar num convincente jogo de esconde-esconde, detector de nossos pares de opostos, mostrando, revelando, desvendando quem somos, tangenciando extremos lusco-fusco, fazendo vir à tona algo de nossa sombra/luz, transitando entre heroísmo corajoso e intransigência dessa que é hoje suposta, conhecida como fragilidade...

E, em meio a essa incrível batalha interna, quando essa disposição guerreira ascende, uma posse nova é adquirida e também, presumimos, sutilezas outras ficam estabelecidas, criando ganhos que abdicam antigas seguranças para um apoderar-se de outras e em diferentes formatos... como a Vida, em sua sabedoria, não cansa de nos convidar !!! E que haja tenacidade suficiente para não desistir dos próprios sonhos, de si, da humanidade...

Telma Jábali Barretto é colunista fixa do Blog Luiz Domingues 2. Engenheira civil, é também uma experiente astróloga, consultora para harmonização de ambientes e instrutora de Suddha Raja Yoga. Nesta reflexão, fala-nos sobre a tenacidade, essa força interior que faz com que não desistamos de nossas metas, jamais.

Um comentário:

  1. Esse limite entre tenacidade e teimosia discutido no texto é muito interessante e aí penso que uma boa medida de bom senso seja necessária! Parabéns, Telma!! O texto me ajudou a refletir!!

    ResponderExcluir