quarta-feira, 16 de março de 2016

Desaguando - Por Julio Revoredo


Ocre obliterar-se esquizo-paranoide

Compreende ?!


Circundante

Soçobram dobras

Sobulos 

Julia

Eric is God !

Posto que, elofoas virides

Needle Park

King's Road

Throat 1967

Dead end

Free brain

Step on it

Sem título

7 e 3

Zargo-de-Anta

Alex Flemming

Musgos e hélices


Debret Filmes

Instante entre 7 paredes !?

Máscaras em preto e branco

Rugas

Obscuros ou perdidos, na arte

Turbas e turbas e turbas

O Bugre do Chapéu de Anta

Sereias

Parafusos

Costas femininas


River run the Neddle's Eyes

Peter Sellers

Kubrick

Lynch's

Eraserhead



Swlabr

Cassiopeia

3ª visão

Sol

Benzina


O anel de Dido

Os Impossíveis

Crush

7Up

Crueza

Oiticlarck

Parques fantasmas

Aves

Arbustos

Ondas

Faróis

Ralo

The Chainsaw Massacre

O  leão vesgo

N 25

Danças

Atlântico 66

Gay



Dandig

Glimpses

Super 8

Caecus

Asas

Monkees

Gestos

Clarice

Selma

Museu de cera


Blow out !

Cósmico shaman

Might Thor

Punk Rock

Twiggy Twilight

Hiero e sevo olho-santo

Narrow sorrow, tomorrow

Swinging London

Adejos

Voos

Solfejos

Ulysses

Oz

Blow out !

Um dia, um gato

Syd

Estratosfera

Jaula

Aedos

Ovnis

Sean Connery


Mojos


Decalquemania

Satriani J

Caos

Bustos


Shelby

Franja

Born Under a Bad Sign

Desvios

Azul


Malau

Circo

Fuga ?

Guy

Sombra

Curva

Buddy Guy Trio

Mecanismos

Engrenagens

Alvorecer

Dissipar

Cavalos

Obstáculos

Nacional Kid

Monk

EE Cummings

Sordello
Klopstock

Pregos

Material

Mirroir

Obra

Cobra

Conchis

Fórceps

Asfalto


Mabe

Goat

Beijos

Olhar

Cores

Refúgio

Seita lunar

Ruínas

Impressões rubro violáceo opúsculo

Salto

Espelho

Trip psicodélica, língua !

Montanhas aladas

Zoológico ilógico de rinocerantes aláceos

Pedras ao sol, pairando

Globo sebel, tálamo da aurora, artéria coral




Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de diversas canções em parceria, em três bandas onde atuei : A Chave do Sol; Sidharta e Patrulha do Espaço. 

2 comentários:

  1. Psicodelismo.Vanguarda. Julio Poeta. Me senti na onda do Syd Barret. Bem uma época que gostaria de estar em Londres. Para
    os adeptos da Contracultura, um grande presente, com ilustrações e Imagens que nos remontam exatamente a essa época de ouro, quando, como bem diz o Renato Russo,PODERÍAMOS MUDAR O MUNDO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que tremenda honra um poeta como você vir postar esse comentário rico, com pertinência e o peso óbvio de quem sabe exatamente o que está dizendo !

      Fantástico, Elmo !

      Mudar o mundo para melhor continua sendo a nossa meta. não tenha dúvida alguma !!

      Muito grato pelo comentário, que mais que enaltecer, incentiva a prosseguir !!

      Excluir