sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 157 - Por Luiz Domingues

Gravamos a música do Guilherme Arantes, "Cuide-se Bem", numa versão elétrica, mais ou menos mantendo o arranjo da versão acústica, mas ao invés dos dedilhados com sabor "country" dos violões, nesta versão elétrica o foco ficou nas intervenções de slide da parte do Xando, com bastante peso e muita inspiração. Sem descaracterizar o sabor pop da canção, o peso que essa intervenção de slide trouxe, remeteu a nossa versão ao "Led Zeppelin", tranquilamente. Eu ouço essa intervenção do Xando e recordo-me imediatamente de "In My Time of Dying", do mestre Page, e convido o leitor a experimentar a comparação, também.

Mas a música tem outros atrativos, como já mencionei. As intervenções de teclados do Rodrigo, são belíssimas, incluso o rápido, mas belo solo de órgão Hammond. O Xando havia evoluído muito como produtor / editor de vídeos para a internet, mas deu uma travada na concepção do vídeo anterior, ao perceber que não tinha um grande manancial de imagens para trabalhar, fugindo das repetições inevitáveis dos anteriores, viu-se acuado quando concebeu o promo da música "Só", conforme já relatei anteriormente.
Diogo Oliveira é o primeiro à direita nessa foto de 2009. Os demais, na mesma ordem, Luiz Domingues; Marcião Gonçalves e Ivan Scartezini

Então, entrou em cena a figura genial do artista plástico, Diogo Oliveira e assim, com ele no comando da produção do promo para essa canção, o Xando pode relaxar, tirando muito da pressão, ou auto pressão que acometia-lhe com essa "obrigação" anunciada.
Nas mãos do grande Diogo Oliveira, enquanto esperávamos ansiosos por esse clip, recebemos o convite de um programa de rádio muito renomado, chamado "Radar Cultura", uma revista cultural sensacional produzida pela Rádio Cultura de São Paulo.
Convite aceito com entusiasmo, logicamente, pois não era toda hora que a mídia mainstream dava-nos oportunidades. Eu e Xando representaríamos a nossa banda numa conversa nos estúdios da emissora na Barra Funda, zona oeste de São Paulo e quando chegamos lá, descobrimos que haveria um terceiro personagem, que seria um blogueiro e ativista cultural convidado pela produção para comentar a nossa conversa, como um observador equidistante. Confesso que nunca havia concedido uma entrevista com tal formato e achei a ideia boa, em princípio. Contudo, até o dia da entrevista em si, não sabíamos quem seria o tal blogueiro, e convenhamos, nem todo ativista cultural tem a mesma linha de raciocínio sobre o que é cultura; contracultura; subcultura, anticultura e afins. Portanto, poderia ser alguém de visão muito antagônica à nossa, e talvez a polêmica gerada pudesse obscurecer a nossa fluidez para expressar-nos sobre o nosso trabalho. Portanto, era um perigo, visto por esse ângulo.
Mas, ficamos mais aliviados quando soubemos que tal ativista seria um velho conhecido nosso, no caso, mais meu do que do Xando, chamado Luiz Carlos "Barata" Cichetto. No capítulo da Patrulha do Espaço, falei amplamente sobre sua figura, portanto, não repetirei aqui para não ser enfadonho com o leitor. Todavia, mesmo sendo teoricamente "um dos nossos", o Barata não simpatizava com o Pedra, e isso havia gerado algumas desavenças na internet anteriormente, quando ele publicou em seu blog, críticas ácidas contra o nosso trabalho. Para resumir, ele achava a nossa banda, "em cima do muro", no sentido de mostrar-se híbrida entre transitar pelo Rock e pela MPB, e na sua visão, isso incomodava-o por considerar-nos pretensiosos por adotar essa posição estética de ter um horizonte artístico mais eclético. Ficamos meio estremecidos por isso, apesar de eu particularmente achar que a opinião é livre. No entanto, o Luiz pegou pesado na forma como expressou-se e extrapolou o seu sagrado direito de não gostar, e poder emitir sua opinião livre. Enfim, quando encontramo-nos nos bastidores da emissora e verifiquei que o clima estava ameno e parecia que nossa desavença estava superada, fiquei mais aliviado. Detesto clima pesado de animosidade.
Já dentro do estúdio, fomos entrevistados por uma bela radialista, muito simpática e bem articulada, chamada Roberta Martineli, e por um igualmente bem preparado radialista, Alceu Maynard. A entrevista foi muito boa e uma colocação que o Xando fez a respeito da cantora Elis Regina ter postura muito mais rocker que muito rocker, chamou a atenção do radialista e blogueiro Cesar Gavin que estava no estúdio assistindo a entrevista e isso rendeu matéria no seu ótimo Blog, Vitrola Verde, posteriormente, e também fez com que o Xando fosse convidado a fazer um playlist para a Rádio, privilegiando cantoras que achava que tinham tal "atitude" que atribuiu à finada "Pimentinha".
Baixista, blogueiro e ativista cultural dos mais pertinentes do Brasil, Cesar Gavin...

Gavin, que tornou-se um bom amigo desde então, filmou o programa para inseri-lo no seu Blog, Vitrola Verde. Trata-se de uma edição, não é a entrevista na íntegra, mas creio que Gavin foi feliz em escolher os melhores momentos.


Eis aqui a parte 1 dessa entrevista no programa Radar Cultura :

Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=K6GA0PP1zY0

Abaixo, a parte 2 da entrevista :



Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=BrpAUb1WRrI

Aqui, o Link da entrevista do Pedra no Blog Vitrola Verde, do Cesar Gavin :


http://cesargavin.blogspot.com/2010/10/banda-pedra-no-radar-cultura.html

E abaixo, o Link para a seleção "Mulheres da Pesada", escolhida por Xando Zupo :

http://www.culturabrasil.com.br/programas/radarcultura/cincosons/mulheres-da-pesada-por-xando-zupo-3

Passada essa entrevista na Rádio Cultura, o clip de "Cuide-se Bem" estava quase pronto e quando vimos as primeiras provas oficiais...

Continua...  

Nenhum comentário:

Postar um comentário