sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 176 - Por Luiz Domingues

                                                  Foto : Marcia Oliveira
Uma ótima nova surgiu quando o produtor Antonio Celso Barbieri recolocou os dois vídeos que havia produzido para o Pedra em 2008, e que por conta de uma mal entendido de ambas as partes, foram retirados do ar, de forma abrupta e gerando rompimento de relação entre ele e a banda. Muito bacana a atitude dele em acabar com essa rusga e colocar no ar os dois ótimos vídeos que proporcionou-nos e dessa forma, a banda; seus fãs, e o Rock brasileiro agradecem seu gesto.
Eis o link de seu site, onde anunciou o relançamento dos vídeos que estão novamente disponíveis no You Tube, desde então.
Eis o link para assistir o clip de Longe do Chão, produzido por Antonio Celso Barbieri, sob imagens do artista gráfico, Paul Whittington. Realizado em 2008 e repostado no You Tube em 2013.
E também o clip da música “Projeções”, produção de Antonio Celso Barbieri sob imagens do artista plástico, Diogo Oliveira, de 2008 e relançado no You Tube, em 2013.
Com as sessões de overdubs da gravação do disco ocorrendo, tínhamos finalmente uma perspectiva de show em vista. Graças a um contato do Rodrigo que costumava apresentar-se nessa casa de shows, com trabalhos em bandas cover que participava paralelamente ao Pedra, uma rara data aberta para uma banda autoral aconteceu no Café Teatro Piu Piu, no coração do Bexiga, na Rua 13 de maio. Apesar do nome ridículo (que só perde em fator de constrangimento para o salão de Rock, "Fofinho"), tal casa noturna era uma das, senão a única da Rua 13 de maio, que ainda mantinha uma tradição de agenda e público assíduo, nessa decadente rua, que há anos não era nem sombra do que fora nos anos setenta e oitenta. Bem estruturada, com palco; som, e luz dignos para uma artista apresentar-se bem, claro que aceitamos o desafio de tocar num domingo, um dia aparentemente ruim para movimentar público. 
Mas o fato é que a nossa divulgação funcionou bem e nós fizemos um bom show para uma plateia inteiramente interessada no Pedra, sem recorrer a habitues da casa e pelo contrário, a própria direção do Café Piu Piu surpreendeu-se com a presença do público que era do Pedra, em significativo número e em pleno domingo, aliás, uma noite de inverno e bem fria. Por um pedido da direção da casa, acostumada com bandas cover na maioria esmagadora de sua agenda habitual, pediram-nos para dividir o show em duas partes, estabelecendo uma pausa de cerca de vinte minutos.
Prática recorrente em casas noturnas não acostumadas a abrir espaço para bandas autorais, não percebem que quebrar o show no meio é contraproducente para um artista autoral, aniquilando a “magia” do espetáculo. Algo imperdoável, portanto. Mas, tudo bem, apesar de ser inconveniente, aceitamos seguir a orientação deles e de certa forma foi até bacana, pois haviam tantas pessoas amigas nossas na casa, que esse tempo foi importante para todos os componentes da banda visitarem as mesas, lembrando até a ação de noivos em festa de casamento, cumprimentando os seus convidados. Encarando como mais como uma pequena vantagem, já que o show fora fragmentado, resolvemos fazer as duas "entradas" mais robustas, portanto, tocando mais músicas do que o tempo de um show padrão. 
Pedra em ação no café Teatro Piu-Piu de São Paulo, em setembro de 2013. Fotos de Deco Ferracini
Todo mundo gostou, banda & público e minha lembrança foi de um show bastante agradável e com a banda bem ensaiada, emitindo um recado forte no palco. O público aplaudiu bastante, e ali tocamos até músicas que entrariam no álbum "Fuzuê" em fase de conclusão de gravação, e que nunca havíamos tocado anteriormente ao vivo, caso de "Abstrato Concreto”. Noite fria de 8 de setembro de 2013, com cem pessoas no Café Piu Piu.
"Pra Não Voltar" no Café Piu Piu em 8 de setembro de 2013. 
Eis o Link para assistir no You Tube:
https://www.youtube.com/watch?v=bwRl4p9AZLI
"Jefferson Messias" no Café Piu Piu em 8 de setembro de 2013. 
Eis o Link para assistir no You Tube :

"Reflexo Inverso" no Café Piu Piu em 8 de setembro de 2013. 
Eis o Link para assistir no You Tube :

Agora, era focar na conclusão do disco e um próximo compromisso ao vivo só ocorreria em novembro. Mas antes disso, em setembro, o Barbieri procurou-nos internamente e propôs um possível show em Londres, na casa “The Barbican”, onde ele tinha contatos e de fato, tal casa de espetáculos era bem aberta a receber artistas de toda parte do planeta, com um público específico que apreciava com muito interesse conhecer trabalhos não cantados em inglês, ligados ao Rock mas também com possibilidade de mostrar facetas regionais em sua música, que aos ouvidos britânicos, soavam "exóticas". Bem diante dessa possibilidade e vendo que Barbieri estava de bem conosco de novo, ainda bem, demos sinal verde para ele negociar, buscar a viabilidade com possíveis patrocínios etc. Em princípio, ele falou que desejava fazer uma noitada dupla de Rock brasileiro, levando uma banda nova e uma clássica, no caso a Patrulha do Espaço. Negociações iniciaram-se, mas Barbieri teve que ir mudando o seu projeto, na medida em que os ingleses reagiam com contrapropostas e dessa forma, a ideia evoluiu para um possível festival de Rock brasileiro, com mais bandas, provavelmente cinco num momento inicial, mas que evoluiu para um número muito maior posteriormente. Talvez para o The Barbican, fosse conveniente tal predisposição, mas um número enorme de bandas inviabilizou completamente a captação de recursos para bancar avião; estadia, e toda a logística operacional para tal, envolvendo tanta gente. Uma pena, pois eu conhecia o Barbieri desde os anos oitenta e confiava / confio nas produções em que ele propõe-se a fazer. Como tentativa de angariar simpatias e apoio, ele chegou a abrir petição pública para alavancar a produção, mas o projeto acabou engavetado, uma grande pena.

Eis abaixo, o link da petição que ele abriu : 
https://secure.avaaz.org/en/petition/ROCK_SAO_PAULO_THE_BARBICAN/?pv=0

Outra boa nova em setembro, foi que um programa de Internet recém lançado e comandado por dois jornalistas top no jornalismo cultural e especificamente Rock, chamado "Heavy Lero", falou de nós, mostrando nossos discos no ar e recomendando a nossa banda. Era comandado por Gastão Moreira e Bento Araújo, dois experts no assunto e dos quais orgulho-me de ser amigo pessoal de ambos. Apesar do nome do programa ser infeliz a meu ver, denotando ter relação como o Heavy Metal (mas na percepção deles a palavra "Heavy" ter a intenção de denotar uma "conversa da pesada"), o programa era ótimo, pela óbvia qualidade de seus apresentadores, ostentando cultura avassaladora no assunto, e foi uma honra ser citado por ambos. Infelizmente esse episódio que cita-nos foi retirado do ar no You Tube. Fico devendo o link, mas se o leitor quiser arriscar procurá-lo, quem sabe encontra postado novamente nesse portal da internet. Próxima parada, Teatro Olido...




Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário