quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 103 - Por Luiz Domingues



Dessa forma, surgiu a oportunidade de fazermos um show compartilhado com uma banda amiga, o Golpe de Estado. 

Era um contato aberto pelo próprio pessoal do Golpe, que nos convidou a participar de uma noitada de show duplo, numa casa inusitada, eu diria, pois suas atividades normais se davam no campo de bailes organizados para atender um público de meia e terceira idade, também.


Tais bailes eram alimentados por bandas típicas desse tipo de eventos, as chamadas bandas de baile, com muitos componentes e geralmente marcadas pelo mau gosto musical expresso em arranjos musicais démodée rebuscados e adocicados de doer o dente...

Claro que estranhamos a notícia de que o show se realizaria numa casa não acostumada a fazer shows de Rock, embora tivesse uma estrutura de som e luz bacana, que nos davam condições para tal.

Contudo, essa casa no passado havia tido uma outra roupagem e com outro nome, era uma danceteria nos anos oitenta, chamada "Rádio Clube". Muito bem localizada, na av Pedroso de Morais, em Pinheiros, na zona`oeste de São Paulo, recebera naquela década todos o nomes do BR-Rock mainstream possíveis e imagináveis de São Paulo e do Rio, principalmente.

Então, a despeito de tantos anos depois ter se tornado um clube Kitsch de bailes populares, a infraestrutura de shows que a casa tinha, era boa. Havia um P.A. e equipamento de luz, dignos, palco largo e com profundidade,estrutura cenotécnica, coxias, camarins etc etc e a plateia tinha instalações confortáveis e serviço de bar.

Nessas condições, apesar de ser nebulosa a possibilidade de haver um bom público, ficamos animados para fazer o show, pois no mínimo, teríamos boas fotos para capturar da banda ao vivo.

Depunha contra o fato de ser um show em plena quarta-feira, ou seja, além de não ter tradição de shows de Rock há anos, tratava-se de um dia útil bem no meio da semana, com a típica dificuldade em atrair público...

Essa casa chamava-se agora "Avenida Bar". 
Todas as fotos são de Grace Lagôa 

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário