quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Autobiografia na Música - Pedra - Capítulo 101 - Por Luiz Domingues


Bem, faltou falar de "Nossos Dias".

O amigo Osmar Santos Junior (nada a ver com o locutor esportivo), nos abordou certa feita e disse-nos que tinha uma canção que poderia soar bem numa interpretação elétrica do Pedra. 
Numa visita à emissora Brasil 2000 FM, o Pedra confraternizando com seus principais dirigentes. Osmar é o terceiro da esquerda para a direita, usando camiseta dos Beatles e jaqueta vermelha, e Rubinho, é o último, na extrema direita, ao lado do Ivan

Ele é compositor há muitos anos e tinha um monte de canções em parceria com o guitarrista Tony Babalu, mas de uns tempos para cá, estava desenvolvendo um trabalho também com outro parceiro, o compositor e letrista, Tom Hardt.
               O compositor / cantor e instrumentista, Tom Hardt

As canções do Osmar eram ecléticas. Conhecia muitas delas, orientadas na linha do Rock'n Roll clássico, outras puxadas para o Blues e muita coisa influenciada pelo Folk e pela MPB setentista.

Com Tom Hardt, a veia MPB e Folk estava mais aflorada e nessa específica canção que nos mostrou, a pegada de "Soft-Rock" remetia ao trabalho de artistas desse espectro setentista, como James Taylor; Carly Simon; Carole King; Cat Stevens; Al Stewart e congêneres, mas havia um quê de "modernidade" também, via Jack Johnson e Dave Mathews, que eram artistas contemporâneos surgidos aos olhos do grande público nos anos 2000, mas que obviamente bebiam das mesmas raízes de artistas setentistas que citei.

Portanto, pareceu-nos uma oportunidade bacana de ter um Soft-Rock que soasse moderno, mas ao mesmo tempo, era evidente a raiz vintage, e portanto era confortável e prazeroso para nós.

Outro aspecto interessante, era o fato de que a ideia de ter uma composição criada por um artista de fora dos quadros da banda, que soou-nos algo despojado, digamos.

Já tínhamos uma releitura no disco, com "Filme de Terror", mas o Sérgio Sampaio era um artista consagrado, apesar de fazer parte do rol dos ditos artistas malditos da MPB setentista e ser falecido. 

Em "Nossos Dias", era uma abordagem diferente, com a possibilidade do Pedra gravar o trabalho de uma dupla de compositores não estabelecidos no mainstream, portanto, eram artistas como nós, buscando um lugar ao sol.

A música propriamente dita tem uma estrutura harmônica simples, mas bem composta e engendrada. Tem um pequeno sabor R'n'B, principalmente na parte "A", onde uma cadência de terça maior busca tal referência.

De minha parte, criei uma linha de baixo simples, mas procurando introduzir groove de Soul Music. O dilema era : fazer o balanço, mas contendo-o, sem deixar exagerado e assim, garantindo a simplicidade. Foi o que o Ivan fez também na sua criação à bateria.

O Rodrigo, que é um grande violonista por toda a sua influência de MPB e música de Raiz Folk, percebeu que nessa canção o negócio era ser simples e assim, sua condução base é feita com uma batida rítmica, evitando arpejos.

E o Xando, apesar de ser grande fã de James Taylor, demorou para achar seu arranjo de guitarra. A melhor ideia que lhe ocorreu, foi o uso de harmônicos pipocando sobre a canção, trazendo uma improvável influência do Van Halen que também é típica referência dele.

A canção ficou bastante interessante com esse arranjo, e com uma duração que era o sonho de consumo para programadores de emissoras de rádio e divulgadores de gravadoras : com míseros dois minutos e uns poucos segundos.

Ficou leve, alegre e simples, mas ao mesmo tempo, não destoando das composições próprias da banda, e quem a ouve, percebe ser uma gravação do Pedra, com suas características habituais.

A letra é poética e leve também, falando de tomada de posição na vida etc etc, portanto tinha tudo para agradar o público feminino principalmente.

E o melhor de tudo, soava moderna e poderia agradar fãs de Jack Johnson, mas certamente agradaria apreciadores do Soft-Rock setentista quiçá do Folk sessentista, também.

De fato, "Nossos Dias" agradava bastante o público nos shows, e era uma canção recorrente no nosso set list.
O áudio de "Nossos Dias", do disco

Eis o Link para escutar no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=fFU6eCDhAVw


Fotos1; 2; 7; 8 e 9, são de Grace Lagôa

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário