terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 272 - Por Luiz Domingues


Chegamos em Limeira com tranquilidade, sob forte calor.

Tocaríamos novamente no famoso "Bar da Montanha", uma casa onde já havíamos nos apresentado diversas vezes, igualmente no passado.

Desta feita porém, o show não estava muito bem divulgado, pois havia sido marcado com pouca antecedência, tentando aproveitar nossa ida para São José do Rio Preto, portanto fora um encaixe de última hora que o seu simpático proprietário, Wando, fez para nos acomodar em sua casa, trocando a data com outra banda que já estava agendada previamente.

Pouco após o soundcheck, todos ficaram hipnotizados na imagem que o telão exibia, sintonizado num desses canais de notícias 24 h por dia. Saddam Hussein, barbudo e parecendo um mendigo, sendo mostrado num buraco, literalmente, parecendo uma vala funerária, com semblante atônito.

Estava capturado o homem que a mídia dizia ser um facínora, e do qual dava-se a impressão que queriam forjar uma imagem de louco histriônico, uma espécie de Adolf Hitler pós-moderno e pronto para ser execrado pela opinião pública. Conjecturas políticas à parte, tínhamos um show de Rock para cumprir...

Não foi um show animado e que nos deixasse uma lembrança boa de sinergia com o público, o quanto gostávamos tanto de experimentar. Mas foi bom para os fãs da banda que nunca faltavam, incluso contingentes vindos de cidades vizinhas (as turmas de Araras; Rio Claro, Cordeirópolis...).

14 de dezembro de 2003, Bar da Montanha em Limeira/SP, com cerca de 80 pessoas na plateia.

Agora era colocar o equipamento no ônibus, e rumar para São José do Rio Preto, onde nossa nave interplanetária entraria numa área ufológica, com a missão de gravar um novo álbum.

Hora de aterrissar na misteriosa "Área 13"...

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário