sábado, 19 de dezembro de 2015

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 306 - Por Luiz Domingues


Nesses anos todos em que fiz parte dessa formação fantástica da Patrulha do Espaço, claro que além dos três companheiros de jornada espacial, tivemos uma série de pessoas que trabalharam diretamente na equipe de apoio da banda, e muitos, indiretamente.  

Agora é o momento de relembrar dessa turma boa que acreditou e sonhou conosco, vibrou na mesma sintonia, mergulhou na aventura de se fazer Rock como deve ser feito, sem concessões às manipulações dos marqueteiros e seus lacaios, o famigerados "formadores de opinião".

Peço mil desculpas se esquecer de mencionar alguém, ou grafar errado o nome, omitir sobrenome etc etc. Recorrer só à memória sem ter apoio de anotações, não é fácil. Todavia, tenho o recurso da edição e à medida que precisar, volto aqui e promovo as correções devidas, se for o caso.

E genericamente, sem citações nominais, agradeço aos produtores; contratantes, técnicos, jornalistas e fãs que muito nos incentivaram nesses anos de nossa formação, também aos fantásticos músicos que conhecemos na estrada, e que abriram nossos shows e eventualmente tocaram conosco em ocasiões especiais. Ver tantas bandas boas e vibrando em tanta esperança pelo Rock 60/70 novamente, me fez muito feliz e esperançoso pelo futuro. Vocês, músicos dessas bandas, não podem imaginar o quanto eu fiquei feliz em vê-los atuando, com sua juventude, técnica e amor ao verdadeiro Rock. 

Falando dos apoiadores, vou separar por ano em que cada pessoa entrou na nossa vida.

1) 1999

Assim que começamos a ensaiar, é óbvio que a minha turma de adolescentes, que eu chamava carinhosamente de "meu exército de Neo-Hippies", se incorporou à nossa órbita, imediata e incondicionalmente.

Eles já ajudavam-me de uma forma entusiasmada, desde os primórdios do Pitbulls on Crack, a partir de 1992; apoiaram com muito vigor a criação do Sidharta, em 1997, e foi natural que acompanhassem com muita animação e vontade de colaborar, os primeiros passos de nossa formação com a Patrulha do Espaço.

Já adultos e trabalhando em suas bandas, muitos deles, foram uma mão na roda nesses meses iniciais de nossas atividades em 1999, atravessando 2000, e com alguns deles nos acompanhando além de 2001, também.

Ricardo Schevano, meu ex-aluno e irmão do Marcello, foi um deles e na época, já estava começando suas atividades com o Baranga, sua banda.

Marcelo "Pepe" Bueno (também meu ex-aluno e já tocando no Tomada); Edil & Marilu Postól; Guilherme "Tiê" & Carolina Poppi; Pedrinho "Wood" Ayoub (Tomada); Eduardo Donato; Fernando Minchilo; Alexandre "Leco" Peres Rodrigues; Toni Peres Rodrigues; Marcelo "Always" Burani; Carlos "Cali" Keller Rodrigues; foram alguns que estiverem muito perto de nós nesse início.

Ao poeta Julio Revoredo pelas lindas letras em canções que foram ,gravadas no álbum "Chronophagia", e sua esposa Regina, pelo apoio e torcida ! 

Roberto Garcia Morrone e Carlos Alberto Fazano, que contribuíram bastante, também;

Edson Vincentin, que filmou os primeiros shows da banda;

O grande artista plástico, André Peticov, que nos deu dicas preciosas sobre como fazer "bolha psicodélica" à moda antiga, e dá-lhe Guaraná...

O saudoso Renê Seabra, pela força nos primeiros shows, mesmo caso de Luciano "Deca";

Claudio "Formiga" pela sua bondade no estúdio Alquimia, onde fizemos os primeiros ensaios, e o freak-mor da Vila Mariana, Paulo "P.A." Antonio, pela acolhida em seu estúdio, onde ensaiamos forte para preparar o material do álbum "Chronophagia", nos últimos meses de 1999. Saudade daqueles ensaios ultra freaks, com a presença dos amigos Nobuga, o saudoso Hélcio Aguirra, e com  aquela matilha de Sheap Dogs...-"Sol, "Lua"; Estrela"...

Wagner Molina, o "mago da luz", que iluminou os nossos primeiros shows no Centro Cultural em 1999, e muitas vezes mais no futuro.

Agatão, pela amizade e apoio em toda essa fase.


Nelsinho, de Santo André, um fã da Patrulha que acompanha a banda desde 1977, e Carlão (Namastê !!), também do ABC. 

2) 2000

Logo no início do ano, o apoio de Paulo Zinner na gravação do álbum, atuando como produtor, e sendo voto de Minerva em decisões controversas no estúdio.

Zoroastro "Zôro" Barany pelo empenho em ser o engenheiro de som do álbum Chronophagia. Sua boa vontade em dar o seu melhor muito nos ajudou, apesar de seu pecado mortal em ser teimoso e insistir em gravar tudo flat, o que arruinou a possibilidade de termos timbres sensacionais nesse disco, principalmente o baixo. Já expliquei isso amplamente nos capítulos focados nessa parte da cronologia e não vou repetir aqui. Em tempo, está perdoado por isso...

Daniel "Lanchinho" pela ajuda na reta final dessa produção do "Chronophagia".

Alexandra "Joplin" e Manito, pelo brilhantismo artístico que trouxeram ao nosso disco !

Johnny Adriani pelo magnífico trabalho de ilustração de capa e encarte do disco.

Luiz Chagas pelo apoio na assessoria de imprensa.

Marcelo "Macarrão" pela Turma da Cultura ! 

Marcos Sptizer, grande Dr. Rock !

Décio e Marcos Cruz de Avaré / SP pelo apoio irrestrito, amizade, mas sobretudo por comungarem de nossos ideais no Rock !!

Fernando; Vinicius, e Getúlio Junior, de Santo André !

Fabio Rolles e Branco !

Luiz Carlini & Helena T. + Tutti-Frutti, pelo apoio total !!

Alexandre Quadros, um abnegado apoiador !!


Salvatore D'Angelo pelo apoio na época e também em 2015 / 2016, pelo suprimento de fotos de seu acervo pessoal !

Emmanuel & Sinésio Barretto; Helder Pomaro e Itamar Fonseca, pelo apoio de transporte com os ônibus de sua empresa, Magic Bus, proporcionando nossas primeiras viagens para fora de São Paulo.

Rogério André; Toni Peres Rodrigues e Carlos Fazano, primeiro time de Roadies formado. Samuel Wagner só entrou para o time de roadies, no final do ano de 2000.

3) 2001

Yves pela tentativa de ajuda com a problemática do Hammond...

O grande Kôlla Galdez, que fez um milagre sonoro e graças a isso tivemos um novo disco para lançar, o ".ComPacto", e teria sido uma lástima se isso não ocorresse, tamanha a qualidade dessas canções. Haja luz, amigo, Kôlla !!

Gil & Givaldo pelo apoio na produção dos álbuns "Dossiê Volume 4" e ".ComPacto".

Lourival, pelo apoio em seu estúdio de ensaios, o mais ufológico da Vila Mariana...

Marcelo Dorota pela ajuda incomensurável em colocar um site super digno para a banda no ar !

O superb artista plástico, Antonio Peticov e seu assistente, cujo nome não me recordo e que por um triz não realizaram um sonho nosso de termos uma pintura psicodélica ultra "sixties" em nosso ônibus...

Gastão Moreira; Clemente Nascimento; Marcelo Macarrão e Jorge Mautner, pelo Musikaos !

Atílio Bari & Uka, pelo genial "Em cartaz" !!

Rodrigo pelo "Intimação"...

Ney Gonçalves Dias, por nada, mas a culpa não foi nossa se não haviam letras impressas no encarte do nosso disco, frustrando o seu Karaokê...

Miguel Vaccaro Neto...e não diga...não...

Walter "Casão" Casagrande Junior pela simpatia na Transamérica !

Eduardo Moya; Patrick Flemer; Andreia Mayume e Sérgio Sampaio, pela produção do Clip de "Homem Carbono" 

Carlinhos "Jimi" por atuar no Clip de "Homem Carbono" e apoio em tantas outras circunstâncias.

Márcio & Cynthia Brandini, e Ricardo "Magrão" Brandini, pelo apoio irrestrito.

Marco Carvalhanas pela tentativa; esforço e amizade.

Sarah Reichdan que nesse ano, passou a oferecer boas oportunidades para a banda e isso se estendeu em 2002, também.

Zé Roberto, pelos esforços iniciais com a compra; manutenção e condução do veículo.

4) 2002

Luciano Reis pelo apoio incondicional; suporte, e amizade !

Evandro Demari, e o baterista da banda Os "Arnaldos", muito solícitos em nossas primeiras passagens pelo Rio Grande do Sul.

Walter "Alemão" Gonçalves, o motorista da nave azulada !

Daniel "Kid" Ribeiro, que entrou para o time de roadies, definitivamente. E James Castello, por trabalhar muitas vezes na equipe de roadies, também.

Paulo e Alan Garcia, onde o CD ".ComPacto" foi mixado.

5) 2003

Luiz "Barata" Cichetto, por todo o apoio à concretização do lançamento do CD ".Compacto", com o Site da banda; divulgação, e trabalho como road manager e "escriba" das turnês, desde o final de 2002.

Luiz Carlos Calanca & Baratos Afins.

Dum de Lucca pelo apoio na assessoria de imprensa.

Ana Fuccia pelo apoio fotográfico e amizade ! 

Eduardo, pelo seu simpático estúdio de ensaios no bairro da Saúde, zona sul de São Paulo.

Loja Nuvem Nove, pelo apoio sempre entusiasmado.

Amadeu, também por apoiar e patrocinar.

Junior Muelas; Alberto Sabella, Gustavo Vasquez & Fabio Poles, além de muitos outros amigos de São José do Rio Preto, pela hospitalidade, apoio e empenho para a gravação do álbum "Missão na Área 13".

6) 2004

Todo o staff do Área 13 Estúdio, pela gravação ao vivo dos shows no CCSP em julho, e que culminou num disco lançado em 2006.


Hora de falar das pessoas mais próximas da banda :



1) Walter "Alemão" Gonçalves

Nosso folclórico motorista era bom de volante, bom mecânico e gente boa. Ficava carrancudo às vezes, mas na maior parte do tempo, brincava muito e nos divertia com suas maluquices, seus gritos repentinos ao volante e suas "pérolas" em forma de aforismos. Sua última viagem conosco foi em maio de 2004, e nunca mais tive notícias suas.

Lastimo não ter uma única foto dele para ilustrar a menção, mas o volante de um ônibus Mercedes Benz, acho que o representa bem, pois nos levou em segurança, segurando-o com firmeza, em milhares de kilômetros...

2) Daniel "Kid" Ribeiro

A partir de 2001, Daniel se tornou um roadie fixo da nossa equipe de apoio, e salvo algumas ausências sazonais, nos acompanhou até o final da nossa formação.

Músico de alta categoria, toca bem baixo; guitarra; violão; canta, e compõe. Teve uma banda autoral por bastante tempo chamada "Daniel Kid & Os Rockers", tendo lançado um disco : "Primeiro Ato").

Atualmente, 2015, é baixista na banda de apoio do compositor Walter Franco, e trabalha com produção musical em geral.


Samuel Wagner é o primeiro à esquerda, nessa foto de 1999

3) Samuel Wagner

Fã inveterado da banda, assistiu com enorme interesse os primeiros shows de 1999, mas só a partir do segundo semestre de 2000, tornou-se roadie oficial da Patrulha.

Viajou conosco em todas as ocasiões, desde então, e continuou sendo roadie da banda até os dias atuais (2015).

Já trabalhou com outras bandas também, como o Golpe de Estado; Made in Brazil; Tutti-Frutti; Pedra; Tomada e Baranga; e até artistas off-Rock, como Michel Teló.

Fez muita divulgação em "trabalho de formiguinha", colando cartazes e distribuindo filipetas pelas ruas da cidade...

Nos falamos com relativa constância e nutrimos em comum, o apreço em colecionar DVD's de seriados, desenhos animados e filmes vintage, fazendo sempre um intercâmbio de materiais desse porte. 

4) Claudia Fernanda

Figura de personalidade forte, e experiente como produtora de eventos de vocação nas artes plásticas, foi uma mão na roda para nos ajudar a termos palcos sempre bem aprumados, cenicamente falando, e invariavelmente usando de soluções criativas para otimizar nossa verba curta para tal. 

Não só isso, era polivalente e eficiente como boa produtora para arrumar sempre um jeito para tudo, e apagar eventuais incêndios, um perigo constante para uma banda na estrada.

Ficou conosco de 1999, até um pouco além da dissolução de nossa formação.

Soube que mudou-se para Fernando de Noronha, onde vive nos dias atuais.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário