segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 257 - Por Luiz Domingues


Tínhamos uma convocação para participar de um show comemorativo, do qual não poderíamos faltar, e na prática, seria um prazer participar.

A loja / gravadora Baratos Afins faria aniversário de 25 anos de existência e estava preparando um show comemorativo com alguns artistas do seu cast. A Patrulha tinha uma história ali e eu, particularmente, também, pelo fato de minha ex-banda, A Chave do Sol, também ter construído uma história nessa gravadora, com dois álbuns ali lançados.

Mas antes de participarmos desse show festivo, uma outra festa e desta feita bem mais intimista, apareceu na nossa agenda.

O casal Brandini faria uma festa, e muito amigos de todos da banda, nos convidaram a tocar em sua festa particular, mas que na verdade seria realizada num ambiente aberto ao público em geral e dessa forma, acabou se constituindo num show da banda propriamente dito.

Foi muito prazeroso e não tivemos nenhuma preocupação de divulgar o evento por não ter caráter de show, embora no frigir dos ovos, acabou se constituindo num show de fato, com bastante gente no ambiente, inclusive, gente alheia à festa do casal amigo.

Ocorreu no dia 17 de maio de 2003, numa bar chamado "Granfino", situado na Vila Mariana, zona sul de São Paulo. Cerca de 100 pessoas nos viram tocar num show intimista, com aquela característica semi acústica que tínhamos "na manga", como opção para ocasiões assim.

Agora sim, a próxima parada seria o Sesc Pompeia, um palco histórico de São Paulo, e que abrigaria a festa da Baratos Afins.

Todas as fotos dessa apresentação intimista no Granfino Bar, são do acervo de Cynthia Baker Brandini

Continua... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário