segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 260 - Por Luiz Domingues

Uma entrevista que concedi à um fanzine temático pró anos sessenta / setenta, chamado "Mutante", deu-me a oportunidade de falar mais aprofundadamente sobre a proposta da banda desde sua volta de 1999. 

Tirante alguns momentos de ingenuidade confessa, inebriado pela minha idiossincrasia que fazia-me ter a falsa impressão de que "viraríamos o jogo" naquele momento, o que pregava, ainda prego. 

Meu comprometimento com as tradições do Rock; contracultura; ideais aquarianos; não mudam, jamais.
Uma ótima entrevista na revista Rock Brigade, nº 202, publicada em maio de 2003, e conduzida pelo ótimo jornalista Antonio Carlos Monteiro ("ACM", ou "Tony Monteiro", entre amigos).

Nela, falamos sobre o momento de 2003, sob os auspícios do álbum ".ComPacto", e nesse aspecto, como ele foi concebido e as suas diferenças e semelhanças com o álbum anterior, "Chronophagia".

Um curioso box proposto pelo jornalista Tony Monteiro, exigiu do Junior uma reflexão sobre os ex-membros da banda e seus respectivos destinos após passagem pela banda.

Acabou se tornando um documento histórico para a história da banda, sem dúvida.
Uma entrevista muito legal na revista Cover Guitarra, com nossos guitarristas, Rodrigo Hid e Marcello Schevano, e que fugindo ao padrão desse tipo de publicação voltada para o mundo dos guitarristas com assuntos técnicos sobre tal universo, optou por deixá-los falar à vontade sobre aspectos subjetivos da produção artística da banda.

Muito bacana a opção da jornalista, Ana Teresa Bolognesi, para a edição de nº 102 dessa revista.
E mais uma vez o nosso baterista, Rolando Castello Junior concedeu entrevista para a revista "Bateria & Percussão", desta vez, em sua edição de nº 69, e conduzida pela jornalista Mariana Souza.

Junior falou à vontade sobre o novo álbum e também discorreu sobre as dificuldades em ser artista independente no Brasil, tendo que enfrentar todas as dificuldades inerentes que se criam para o empreendedor em geral e nesse caso, o produtor cultural, para poder colocar uma obra na prateleira. E se for o próprio artista que cuida disso, mais dramática ainda é a situação...
 
Fanzine Mega Rock, n° 34, de julho de 2003, com entrevista conduzida pelo sempre abnegado fanzineiro Fernando Cardoso.

Concedi essa entrevista sozinho, recebendo o fanzineiro em minha própria residência. Por falta de sincronia com os demais companheiros que não podiam estar presentes no mesmo dia e hora, falei como porta voz da banda e esmiucei o novo álbum, sob vários aspectos, inclusive com considerações sobre cada faixa.
O release oficial do disco ".ComPacto", que foi escrito pelo jornalista Dum de Lucca.

Nessa montagem para envio à  imprensa e produtores de shows, algumas frases extraídas de resenhas em órgãos de imprensa, visando causar impacto e um box com a discografia completa da banda, como anexo, além dos contatos, naturalmente.
Resenha do show de lançamento do CD ".ComPacto", na revista Rock Brigade, nº 202, publicada em maio de 2003.

Resenha simpática, mas o rapaz em questão cuja sigla "PM" não consegui decifrar de quem se tratava, equivocou-se sobre um convidado. Ricardo Schevano, irmão de Marcello Schevano, na verdade é baixista, e entrou para tocar "Meus 26 Anos", mas no baixo. Mas tudo bem, um pequeno lapso, acontece...

Próximo compromisso : Centro Cultural São Paulo.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário