domingo, 15 de novembro de 2015

Autobiografia na Música - Ciro Pessoa & Nu Descendo a Escada - Capítulo 26 - Por Luiz Domingues


Encerrado o show, tivemos momentos de descontração recebendo visitas no camarim. Uma equipe de uma TV local, por exemplo, filmou breve entrevista conosco.

O atual guitarrista da Patrulha do Espaço, Danilo Corrêa Zanite, que morava/mora em São Carlos apareceu para me cumprimentar, e eu fiz questão de apresentá-lo ao Kim, que não o conhecia anteriormente.

Mas o caso mais curioso desse pós-Show se deu quando os donos da barraca que vendia discos de vinil vieram procurar-me...

Após horas, alguém finalmente lhes disse que eu era o ex-baixista da Chave do Sol, banda cujo vinil de 1985 estava exposto para a venda, e no período da tarde eles não haviam se apercebido disso. Claro que os atendi com atenção e prontamente coloquei uma assinatura na capa, aumentando o valor do disco, naturalmente.

"Ando Meio Desligado" dos Mutantes, na nossa interpretação em São Carlos :
Eis o Link para assistir no You Tube :
https://www.youtube.com/watch?v=YU4jF8MRGhY

Saímos da estação felizes pelo bom show realizado e a intenção era voltar imediatamente para São Paulo, apesar de São Carlos ficar a 240 KM da capital paulista.

Passamos porém numa lanchonete no centro de São Carlos para um lanche, e com o estômago revigorado, batemos em retirada da simpática cidade interiorana, rumo à capital.

O baterista Paulo Pires ficou no entanto, pois desejava passar o dia dos pais com sua filha que mora em Araraquara, cidade vizinha, a apenas 30 KM de distância.

Foi um prazer ter essa experiência de viajar pela primeira vez com o "Nu Descendo a Escada".

O baterista Paulo Pires, por exemplo, revelou-se um expert em discos, impressionando-me pela desenvoltura com a qual discorreu sobre o assunto, na viagem de ida. Mostrando ter espírito de colecionador, acabou fazendo uma aquisição na tal banca que citei acima.

Chegamos em São Paulo ainda sob a escuridão da madrugada, numa viagem tranquila, regada a Led Zeppelin que o Ciro nos trouxe como fundo sonoro, via CD.

O Kim ainda estava se recuperando de um problema de saúde que o acometera por grande parte de 2012, e a viagem o cansou um pouco, mas atribuo à essa oportunidade, a sua arrancada para a sua recuperação e de fato, após esse show ele retomou as atividades dos Kurandeiros, num curto prazo e decretou a sua volta definitiva ao trabalho.

Apesar de ter sido um convívio e um show prazeroso, essa seria a única oportunidade em que tocaríamos no ano de 2012. 

E também seria a última vez com essa formação pois mudanças no line up ocorreriam, e um longo período de inatividade viriam a seguir.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário