domingo, 15 de novembro de 2015

Autobiografia na Música - Ciro Pessoa & Nu Descendo a Escada - Capítulo 24 - Por Luiz Domingues


Chegamos à estação e fomos conduzidos por um caminho especial que haviam cercado para o público, facilitando a locomoção de artistas e técnicos envolvidos na produção.

Um camarim improvisado como tenda, foi montado atrás do palco e ficamos ali aguardando a chamada para o show, enquanto ouvíamos as bandas locais se apresentando. 

Não pude acompanhar com muita atenção as bandas e sempre gosto de apreciar o trabalho de gente jovem. Pelo que ouvia na rebarba do som atrasado pelo delay que ouvia no camarim, a maioria transitava entre o Punk-Rock e o Heavy-Metal, definitivamente, duas vertentes que não me interessam, mas recordo-me de uma em especial que tinha um som mais agradável para os meus ouvidos, mas fico devendo uma descrição melhor de sua sonoridade.

Antes ainda de irmos ao palco, tiramos algumas fotos naquela ambientação de estação ferroviária, mas que eu saiba, ninguém disponibilizou-as na internet, portanto, nunca as vi.

Uma banda local, nos abordou e com extrema simpatia nos ofertaram cópias de seu CD. 

Chama-se "Gagged" e ouvindo o material deles em casa, cheguei à conclusão de que faziam/fazem um som pesado, mas cheio de elementos modernos. Devem gostar de tendências modernas do Heavy-Metal, inspiradas em bandas dos anos noventa e 2000, salvo algum engano de minha percepção. Tocam bem, inegavelmente, mas essa praia é muitíssimo distante da que gosto, e portanto, desejo-lhes muito boa sorte em sua luta, e que alcancem o sucesso dentro de seu nicho de mercado.

Chegando a nossa hora, subimos ao palco e deu para notar haver fãs dos trabalhos anteriores do Ciro na plateia pela sua manifestação de alegria em vê-lo ali pronto para a ação...
Foto de Internet com a perspectiva do público na plataforma da estação ferroviária de São Carlos, naquela noite

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário