terça-feira, 28 de abril de 2015

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 249 - Por Luiz Domingues


Após o show em Santo André, no final de novembro, tivemos um tempo maior para nos dedicarmos aos ensaios e acelerar assim o processo de composição e arranjos para muitas músicas novas, algumas aliás que já citei nominalmente na postagem anterior.

Estava delineada então a nova fase da banda, amenizando bastante o peso imprimido no EP. Tornava-se nítida a nova tendência de se privilegiar o Hard-Rock, como base das novas ações. Dessa forma, o peso estava bem mais amenizado, e além disso, as letras estavam mais coloquiais, com o Beto trazendo sua visão mais direta, mais próxima do POP.

Se em algumas ainda se falava de questões sociais (a questão do apartheid na África do Sul, em "Sun City", é o emblema dessa fase com o Beto, é óbvio), mas em "O Que Será de Todas as Crianças ?" e "Guerra Quente", o enfoque era aquela fase final da Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética, ou seja, assuntos nem tão "pop", assim. 


Mas claro, em "Solange" e "Saudade", o Beto levou a banda para o caminho do Rádio Táxi (para desespero do Zé Luis...), mas aprovando ou não o romantismo extremo dessas letras, passaram a ser esperanças de dias melhores para a banda, quiçá no mainstream, pois em 1986, conforme contarei na correta cronologia dos fatos, eram importantes apostas nas duas demo-tapes que gravamos e mandamos às gravadoras majors.

Em termos estéticos, a aproximação ao Hard-Rock tinha um aspecto bastante interessante a meu ver, pois se o Hard-Rock (então) moderno, oitentista, era mais aceitável do padrão pop radiofônico e midiático em geral, haviam similaridades visíveis com o Hard- Rock clássico setentista. 


Muitas nuances das músicas novas, mais se coadunavam com Led Zeppelin, Humble Pie e Bad Company, do que Ratt, Motley Crüe e Quiet Riot. Para mim, era um alívio, evidentemente.

Bem, em dezembro de 1985, ainda tivemos dois compromissos. Um se deu no interior, quando tocamos como "headliner" de um festival numa cidade do interior de São Paulo, e o outro, foi praticamente uma festa realizada num bar em São Paulo.


Continua...

2 comentários:

  1. MAIS UM GRANDE EPISODIO DESSA GRANDE BANDA OITENTISTA DO NOSSO HARD ROCK.MUITO LEGAL GRANDE MESTRE DOMINGUES.SEMPRE QUE POSSO PASSO PARA LER E TB ESCREVER .ABRAÇOS E ATE A PROXIMA .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre um prazer para mim, saber que está acompanhando com vívido interesse, amigo Oscar.

      Não publiquei muita coisa no mês de abril por um impedimento de saúde, mas espero retomar o ritmo o mais rápido possível.

      Abraço !

      Excluir