sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Autobiografia na Música - Pitbulls on Crack - Capítulo 30 - Por Luiz Domingues

Após o show de lançamento no Teatro Mars, fizemos a seguir mais uma apresentação no Victoria Pub. Nesta altura, o Victoria estava decadente e nos seus dias finais, muito diferente de experiências anteriores que tive ali naquela casa com outros trabalhos, e em épocas onde o local era "cool" e vivia lotado de gente bonita e endinheirada, fora os"famosos". Esse show ocorreu em 1° de dezembro de 1993, com um diminuto público de 120 pessoas, muito pouco para o padrão antigo que a casa tinha, quando no seu auge, colocava média de mil pessoas por noite em suas dependências, de segunda a segunda. Mas encerrando um ano fraco de agenda de shows, tivemos ao menos um dezembro mais movimentado, com mais duas datas ainda.

O primeiro, foi mais um show considerado de lançamento da coletânea, e realizado no "Garage Rock", onde tocáramos meses atrás (a história do futebol de bandas...). Desta vez, no dia 5 de dezembro de 1993, tocamos com a abertura das bandas "Sir Rock'n Rollmes" e "Tomate Inglês" (banda do futuro vocalista do Golpe de Estado, Kiko Müller).
            Folha de São Paulo falando da coletânea em matéria

Foi um show Ok, mas sem grandes novidades que marcassem na memória, por algo excepcional ocorrido. Acho oportuno e curioso  lembrar-me de um fato a mais para relatar. Muitos punks haviam aparecido ali para ver o Pitbulls on Crack. Por incrível que pareça, o Chris Skepis é muito reverenciado por essa tribo, exatamente por ter tocado no "Cock Sparrer", banda inglesa da cena "1977". Ele tocou com essa banda britânica, nos anos 1980, quando morou cinco anos em Londres.
                 Propaganda oficial do álbum, no Jornal da Tarde

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário