sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Autobiografia na Música - Pitbulls on Crack - Capítulo 31 - Por Luiz Domingues


Falando disso, lembrei-me de um caso ocorrido num show de 1992, do Pitbulls, que acabei não relatando.

Foi num show em Santo André, numa casa chamada "Move's", no dia 16 de maio de 1992.

Eram o segundo show oficial do Pitbulls on Crack, e fomos tocar nessa cidade do ABC. 


Santo André, nos anos oitenta houvera sido um reduto punk, e de Skinheads, também. As histórias de confrontos pela cidade entre as duas tribos, e ambas contra os Headbangers (adeptos do Heavy-Metal), eram inúmeras, e principalmente na estação central de trem, o bicho pegava.

No início dos anos noventa, esse panorama estava mais ameno, mas ainda haviam focos.

Fomos tocar no Move's, despreocupadamente, mas quando saímos da casa para ir embora após o término, havia um grupo de Skinheads na porta nos esperando. 


Assim que desci as escadas do bar e saí na calçada, achei que teríamos problemas, mas qual não foi a minha surpresa quando vi os caras com atitude dócil, esperando o Chris para autografarem capas de Lp's, e tirarem fotos com eles.

E os caras pouco se importavam com o fato dele, Chris, ter cabelos longos, de Rocker setentista.

O trataram como a um ídolo. 



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário