quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 167 - Por Luiz Domingues


Passada essa decepção com o agora, ex-vocalista Chico Dias, o nosso próximo compromisso era um outro show a ser realizado num teatro pertencente à uma Faculdade.

Não éramos o Língua de Trapo, mas vez por outra surgiam oportunidades nesse tipo de ambiente universitário.

Desta feita, fizemos mais um show de choque no teatro da Faculdade Ibero-americana, que ficava localizada na avenida Brigadeiro Luiz Antonio, bem próximo do Teatro Jardel Filho, onde aconteciam as gravações do Programa "Perdidos na Noite", quando o Faustão Silva começou a ficar conhecido para valer. 


Esse show foi o primeiro após a saída oficial do Chico Dias, da banda, mas convenhamos, dados os últimos acontecimentos, não era novidade para nós estarmos sem a sua presença e de fato, a passagem dele pela banda fora meteórica, e praticamente não houve tempo para formatar a banda com uma nova característica de quarteto.

Portanto, tocar em trio, novamente, não era nada difícil para nós.

O show ocorreu na noite de 25 de novembro de 1984, e com a presença de cerca de 200 pessoas na plateia.


Lembro-me que duas bandas tocariam, entre elas, a "Archibaud's Band"(que passaria a se chamar "Fênix", doravante), dos nossos amigos, Carlos Muniz Ventura e Iran, além de uma outra, formada por alunos da referida faculdade.

Essa desconhecida banda de alunos, tocou apenas covers do BR-Rock da moda. Lembro-me de muitas baladas do Kid Abelha; Barão Vermelho; e Lobão, entre outros.

Para nós, foi um show sem maiores ocorrências, e dali em diante, centraríamos as nossas baterias na abordagem de um novo vocalista, e na demo que tanto queríamos ter gravado em boas condições.

Nessas duas perspectivas, avançamos na questão da demo, ainda que a perspectiva surgida, era por demais modesta. E a questão do vocalista, seria uma questão de dias para a tal "Aurora Boreal", aparecer no nosso horizonte...



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário