terça-feira, 20 de maio de 2014

Autobiografia na Música - Sidharta - Capítulo 14 - Por Luiz Domingues


O primeiro ensaio do Marcello na banda foi num terça-feira, de forma acústica na casa do Zé Luis. 

Nesses ensaios acústicos, trabalhávamos arranjos, vocalizações etc. 

Logo no primeiro ensaio, a simpatia entre ambos (Zé Luis e Marcello), foi automática.

O Zé Luis ficou de queixo caído com a técnica do Marcello ao violão e teclados. 


E logo no primeiro ensaio elétrico, ficou muito entusiasmado com a performance dele à guitarra e teclados. 

Esses primeiros ensaios da formação ideal e definitiva do Sidharta aconteceram nos primeiros dias de março de 1998, e por sugestão do Zé Luis, passamos a ensaiar eletricamente num estúdio em Pinheiros, próximo à estação Clínicas do Metrô, e perto da casa dele.

Nossa rotina a partir daí, passou a ser : ensaios acústicos às terças na casa dele, e elétricos às sextas, nesse estúdio.

Novas músicas surgiam, e o Marcello também trazia ideias, mostrando que se tornaria fatalmente um grande compositor.

Nessa altura, já ensaiávamos músicas como : "Alma Mutante"; "Retomada"; "Sistema Solar"; "Sonhos Astrais"; "O Pote de Pokst"; "Abstrato Concreto"; "Sr. Barinsky", e começávamos a criar "Céu Elétrico", com um novo arranjo, pois o Marcello traria um novo instrumento em breve, abrindo uma nova possibilidade.

E foi assim...


Do nada, ele teve um impulso, foi à Rua Teodoro Sampaio (para quem não conhece São Paulo, é a rua com maior concentração de lojas de instrumentos e equipamentos musicais da cidade), e comprou uma flauta transversal... 

Sem fazer nenhuma aula, sem ter noção, apenas descobriu a escala no instrumento, e começou a soprar, sem técnica de embocadura nenhuma.
 


Poucos dias depois, pulando a fase de ficar "tonto"pela oxigenação cerebral, o que demora para qualquer estudante normal, ele já fazia solos muito legais. 

Com essa possibilidade, já incorporamos a flauta à banda, e na música "Céu Elétrico, ele passou a fazer essas belas intervenções, que depois foram imortalizadas no disco "Chronophagia", da Patrulha do Espaço. 

E nos teclados, foi o mesmo. 

Conto logo mais como foi esse início dele no instrumento.


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário