quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Autobiografia na Música - Pitbulls on Crack - Capítulo 10 - Por Luiz Domingues


Apesar de estarmos abrindo para o "Não Religião", não havia muitos fãs deles, não. Aliás, essa banda nunca conseguiu obter grande êxito, mesmo entre o público punk, pois mais aparecia na mídia, devido aos contatos do Tatola, bem relacionado que era.
Tinha um músico legal tocando com eles, que era o Walter "Alemão", baixista experiente e gente boa, que já tocara no Santa Gang, banda de Rock´n´Roll, onde Rubens Gióia teve uma passagem antes de fundar comigo, A Chave do Sol em 1982.
Então, era um público híbrido, que não estava ali para ver as bandas em específico, mas por ser um evento patrocinado pela rádio 89 FM. Demo-nos bem, então, pois o nosso som era mais melódico e nossa postura de palco mais agradável a pessoas que não são aficionadas do tosco punk.
No show do domingo, dia 25 de outubro de 1992, fomos ainda mais favorecidos, pois com um público de mais de 300 garotas predominantemente, nosso show foi em clima de "Bon Jovi", mesmo com as garotas não fazendo nem ideia de quem éramos...
Gritavam, descabelavam-se e ficaram o show inteiro grudadas no palco, tentando tocar nas nossas pernas. Foi hilário !!
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário