sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 67 - Por Luiz Domingues

De fato, nesse show que fizemos na cidade de Limeira, tivemos muito o que comemorar.

1) O simples fato de ter sido nosso primeiro show fora de São Paulo;

2) Abrir o show da Patrulha do Espaço, um ícone do Rock Brasileiro, e nós com poucos meses de vida;

3) Tocar com P.A. e equipamento de luz de grande porte, pela primeira vez, fora o palco de grande proporção;

4) A possibilidade de tocar muitas músicas autorais;

5) Viajar junto com a Patrulha do Espaço, e todo esse equipamento, que foi incrível, e

6) A oportunidade de fazermos um show de condições boas e para um grande público, nos possibilitou uma grande confiança para enfrentarmos o público do Sesc Pompeia, três dias depois, e isso seria vital para uma mudança radical na nossa carreira, doravante.

Fora tudo isso, que era muito importante naquele momento de 1983, acrescento um fato a mais, como fato novo ocorrido 29 anos depois !

Como comentei anteriormente, conservei uma fita K7 contendo quase todo esse show, por todos esses anos. 

Finalmente providenciei a sua digitalização no ano de 2011, e o pessoal do Site/Blog "Orra Meu", que é um site especializado em difundir cultura paulista, propôs editar uma canção inédita da Chave do Sol, extraída justamente desse show de Limeira.

Dessa forma, utilizando material de portfólio e fotos da Chave do Sol dessa época, o promo de "Intenções" foi postado no You Tube.

Fiquei imensamente feliz por esse apoio do Site/Blog Orra Meu, onde sou também colaborador, escrevendo matérias para o seu Blog, quinzenalmente, desde 2011.

Esse resgate de uma música inédita, que jamais foi gravada oficialmente pela Chave do Sol, é claramente um tesouro para a memória da banda, e um presente aos fãs do trabalho.

Tecnicamente falando, trata-se de um áudio precário, evidentemente. 

O simples fato de ter sido preservado na limitada tecnologia obsoleta de uma fita K7, já comprometeria completamente a sua qualidade, mas ainda há agravantes a serem consideradas. 

Por exemplo, não obstante tal fato, a forma pela qual foi gravada no momento do show, também era equivocada.

Por inexperiência nossa, só entregamos a fita para o técnico do P.A. 

Claro que ele foi simpático por tomar tal providência, e atesto que é raro um técnico ser camarada nessas circunstâncias, em se tratando de uma simples e obscura banda de abertura. 

Mas, ele poderia ter caprichado na forma de captura. 

Ao "espetar" o tape deck na mandada do monitor, anulou a possibilidade do áudio ficar melhor, pois o que se ouve, é exatamente o que ouvimos nos monitores do palco, com a bateria mais alta do que tudo, baixo quase inaudível etc.

O segundo aspecto, é o dessa fita ter ficado 28 anos armazenada em armários fechados. 

A possibilidade de ter contraído fungo, era enorme, portanto, foi um milagre ter sido salva, e digitalizada em 2011.

Portanto, feitas essas ressalvas, que fique bem claro a quem for ouvir, que o áudio é bastante precário. 

A voz solo é mal mixada e ambientada; tem muita bateria, principalmente o chimbau; o baixo é quase nulo, e a guitarra deixa a desejar...

Falando da canção em si, "Intenções" era uma das minhas músicas prediletas, da primeira leva de composições da banda. 

Seu estilo mesclava elementos do Prog Rock; Hard Rock, e Jazz Rock setentistas, com várias passagens, numa autêntica suíte.

A letra tratava de um tema de motivação ecológica, criticando as corporações e suas práticas predadoras, a cupidez de lucros atropelando as pessoas, e a falta de critério no tocante à sustentabilidade.

Na fase Pós-Verônica, dividimos a responsabilidade pelos vocais da banda, quando nos tornamos um trio, novamente, e nesse caso, Rubens e Zé Luis assumiram 90 % dessa responsabilidade vocal por terem dotes vocais muito maiores que o meu.

Mas, acabei assumindo o vocal de duas músicas nos shows, nesse período : "Intenções", e o cover dos Rolling Stones, "Jumpim Jack Flash".

Portanto, nesse promo extraído desse show de Limeira, o vocal solo é meu, e assumo que não foi nem perto do ideal do que a música mereceria, se tivéssemos nessa ocasião um bom vocalista, como Fran Alves ou Beto Cruz, que entrariam na banda oficialmente, tempos depois.

Infelizmente, essa canção sairia do set list dos shows, e foi descartada quando escolhemos o repertório a ser gravado nos discos oficiais, por mudanças de estratégia que a banda teve ao longo da carreira, mas sinceramente, deveria ter sido gravada, e essa é uma frustração que guardo.

Lamento muito ter só essa versão (na verdade, existe outra versão ao vivo que também pretendo lançar, posteriormente), precária de áudio.

Bem, essa é "Intenções", música composta por Rubens Gióia, Zé Luis Dinola e eu, Luiz Domingues, com a participação efetiva de todos nas ideias e arranjos, sendo a letra escrita por eu mesmo, Luiz.

Não consegui postar diretamente no Blog, mas eis aí o link do You Tube :

 http://www.youtube.com/watch?v=PoVXIgAjD4c



Continua...



   

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário