sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 4 - Por Luiz Domingues


Fui buscar o Júnior onde ele estava hospedado, num apartamento em Santa Cecília, perto da estação do Metrô de mesmo nome, e claro que eu notei que ele estava ressabiado, mas limitei-me a responder suas perguntas investigativas com evasivas. 

No caminho, falei sobre os garotos, que ele não se impressionasse com a pouca idade deles etc.

Os garotos ficaram com a incumbência de preparar o estúdio "Alquimia", montando o nosso set de guitarras e teclados. 

No percurso de Santa Cecília até a Aclimação, o Júnior ia especulando, jogando verde...mas eu respondia com evasivas, pois a nossa estratégia era a de deixá-lo se fazer cativar pela qualidade sonora da banda, sem que entrássemos de sola, porque sabíamos que ele estava desanimado e descrente da música e do Rock.
Chegando ao estúdio "Alquimia", eu o apresentei aos garotos e ele de cara se mostrou mais ambientado ao ver que o Marcello usava uma camiseta cuja estampa era o segundo álbum do Grand Funk Railroad. Certamente era um ponto a mais para confirmar o que eu dissera no carro, sobre eles serem adolescentes , mas 100% antenados no som retrô.

Quando estávamos prontos e afinados para começar, a inevitável pergunta dele: "O que vamos tocar" ?

Então, o Rodrigo se antecipou e disse: "Atenção"...Essa sacada o desconcertou, pois era uma música da Patrulha que nem ele tocava há anos...
 

Sem transparecer emoção ou estupefação, ele tocou, mas certamente deve ter se impressionado com a performance afiada de nós três, e as passagens intrincadas daquela música cheia de Riffs e convenções, sendo executadas à perfeição. 

Seguiu-se "Columbia"; "Bomba"; "Meus 26 anos"; "Ruas da Cidade", quando ele quebrou o gelo, brincando que havíamos tirado só repertório da Patrulha... 

Então tocamos vários clássicos do Rock, com aquela estratégia de fazê-lo ver os dois meninos fazendo solos, e base de guitarra, cantando e se revezando nos teclados. 

Até Jethro Tull tocamos, para ele poder ver o Marcello à flauta.
 

Mas o auge foi quando tocamos "Inside Looking Out", e "Footstompim' Music" do Grande Funk...aí ele se soltou de vez e viu o potencial.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário