sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Autobiografia na Música - Patrulha do Espaço - Capítulo 3 - Por Luiz Domingues


Sabíamos que se o convidássemos usando como argumento a criação de uma banda zerada, sem empresário, sem esquema e sem dinheiro, ele recusaria de pronto, pois já estava cansado dos dissabores da música, as idas e vindas, os fracassos financeiros etc.

E tudo se agravaria se eu lhe dissesse tudo o que citei acima, acrescido do fato de termos dois garotos muito jovens, e inexperientes no time. 


A Patrulha vinha de anos e anos de formações efêmeras e shows sazonais. A última tentativa de uma volta para valer, houvera sido no final de 1990, e logo foi frustrada com a morte do baixista Serginho Santana.

Então, para convencê-lo, nós só tínhamos uma chance : impressioná-lo com o repertório excelente que o Sidharta havia preparado, e sobretudo fazendo-o ver o talento dos dois garotos.

Porém, era preciso uma estratégia diferente, pois abordá-lo para que ouvisse nossas músicas gravadas precariamente nos ensaios ou convidá-lo a tocar conosco, seria infrutífero.

No final de fevereiro, eu o encontrei no Centro Cultural São Paulo, onde assistimos ao show da banda Cheap Tequilla, e daí ele me disse que faria na outra semana, um show tributo ao Keith Moon, numa casa noturna.


Fui com os garotos assistir esse show numa casa noturna de Rock na zona leste de São Paulo, onde curiosamente cinco meses depois, nesse mesmo palco, músicas do Sidharta estariam sendo executadas...mas conto na cronologia dos fatos.

Não falei nada nesse show, onde arrastei pelo menos 20 agregados do meu exército de Neo-Hippies da minha sala de aulas, incluso Rodrigo e Marcello.

Isso foi no dia 5 de março de 1999. 


No dia 7, liguei para o Júnior e lhe disse que gostaria de marcar uma Jam-session com ele. Ele quis saber o porque disso, e eu me esquivei, dizendo que queria apenas fazer um som para brincar, descontrair.

Ele topou, meio desconfiado, mas quis saber o que tocaríamos. Fui lacônico, e lhe disse apenas que tocaríamos clássicos do Rock.

E assim, ficou marcado para o dia 12 de março de 1999, essa jam-"bote"que armamos para impressioná-lo.



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário