domingo, 22 de dezembro de 2013

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 30 - Por Luiz Domingues


O contrato foi de dois meses, com média de dois shows por semana, mas no todo, fizemos 14 shows ao invés de 16, como estava previsto anteriormente.

A animação era total, e sentíamos que portas ainda maiores se abririam por estarmos vindo num ritmo de ascensão desde que a Verônica entrou para a banda, como vocalista. 


E só de ver que tocaríamos toda noite revezando com o Tutti-Frutti, ou com o Fickle Pickle, já era um tremendo sinal.

Fora os shows grandes programados. 


Não ocorriam nos dias em que tocávamos, mas sabíamos que haveriam shows do Kid Abelha; Herva Doce; Blitz; Lobão e os Ronaldos; Lulu Santos; Barão Vermelho, e Paralamas do Sucesso. 

Eram os grandes nomes do BR-Rock 80's, estourando na mídia, portanto denotando que estávamos nesse bojo. 

E pensar que dois meses antes, estávamos tocando no Devil's Bar sob condições precárias, em meio a ratos... 

Não só por essa conquista, mas pelo crescente em que vínhamos, desde a entrada da Verônica. Foi uma sucessão de boas novas que foram nos alçando à condições melhores, num curto espaço de tempo.

Obviamente que a banda estava muito bem, super motivada com tudo isso e especialmente em relação à entrada no Victoria Pub.

Sabíamos que a badalação ali não ficava só por conta dos playboys endinheirados que frequentavam-na. Em realidade, fora as atrações musicais, haviam muitos Vip's que a frequentavam.

Músicos famosos, modelos, atores consagrados da TV, gente de Teatro e Cinema etc.

Quando começar a relatar sobre os shows em si, revelarei algumas histórias paralelas nesse sentido.

Só havia uma controvérsia nesse contrato : tinha regime de exclusividade e nesses termos, estávamos proibidos de agendar shows em São Paulo, em outros lugares, no mesmo período.

Não dimensionamos esse detalhe à época, inebriados pela sensação de ascensão, mas algum tempo depois, isso geraria o primeiro momento de queda da banda.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário