domingo, 29 de dezembro de 2013

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 34 - Por Luiz Domingues


Como tenho várias coisas a contar sobre esses shows no Victoria Pub, mas sem relacionar ao dia específico, falarei sem essa preocupação. Que fique subentendido que aconteceram durante esses 14 shows que fizemos lá, entre 1°de fevereiro e 6 de abril de 1983.

1) Primeiro foi o convívio com o pessoal do Fickle Pickle. Logo que entramos no Victória, a primeira pessoa que reconheci, foi o Catalau. Eu o conhecera em 1980, por ele ser amigo dos membros do Terra no Asfalto, minha ex-banda cover, e amigo de vários amigos em comum daquela turma de freaks do bairro das Perdizes, na zona oeste de São Paulo.


A famosa pensão São Geraldo, no bairro das Perdizes, onde Gereba e Wilson moravam, e onde muitas reuniões do Terra no Asfalto aconteceram...

Lembro-me de tê-lo conhecido numa tarde no quarto de pensão onde Wilson e Gereba dividiam na Travessa São Geraldo. 

Ele estava lá com uma guitarra Fender Telecaster, e foi naquela fase onde já sabíamos que o Mu sairia da banda. Chegou-se a cogitar a entrada dele na banda, ficando então uma formação com três guitarras. Mas isso não avançou, e ele acabou não entrando.

Alguns meses depois, eu e Paulo Eugênio fomos visitá-lo em seu apartamento da Rua Ministro Godoy, nas Perdizes. 


Era uma fase de reformulação da banda, mas acabou não dando certo novamente, pois o Aru Júnior estava voltando dos Estados Unidos e assumiria a vaga deixada pelo Gereba, que mais uma vez estava viajando para o Nordeste. Mas isso eu conto no capítulo do Terra no Asfalto, detalhadamente e no momento oportuno da cronologia. 

Nessa visita, o Catalau nos recebeu, e ficou fazendo exercícios exóticos vocais e faciais que acabara de aprender, lendo o livro de um guru indiano. 

Era hilário, mas ao mesmo tempo, o meu lado hippie curtiu essa doideira que parecia perdida no tempo, em contraste com a fase dura em que estávamos ingressando.

E era o dia 18 de setembro de 1980... 

Por que gravei essa data ? 

Simplesmente era o aniversário de dez anos da morte do Jimi Hendrix, e era exibido um especial na TV, no instante em que estávamos ali.

Por isso, fiquei contente em encontrar o Catalau ali em fevereiro de 1983, e ver que a banda dele estava bem, tocando fixo num lugar badalado.


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário