terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 20 - Por Luiz Domingues



No quesito rítmico, ela se perdia um pouco, tanto pulsação quanto andamento, mas na afinação ela era boa.
 

Ela não tinha noção de tonalidade, mas assim que lhe dávamos o acorde certo, ela cantava direitinho. Isso é fato, pois apesar de não ter nenhuma noção teórica, pelo fato de ter um vozeirão natural, era condição intrínseca ter um bom ouvido.

Agora, tinha esse probleminha quando bebia. Ela era um doce de pessoa quando estava sóbria, mas para subir ao palco, sentia um nervosismo incontrolável que a impelia a beber. E quando se embriagava, perdia o controle de seus atos, e fazia coisas absurdas.

Nessa temporada no bar "Devil's", lembro de coisas desse naipe que contei anteriormente. 


Não sei especificar em qual dia, mas ela tomou um tombo certa vez, após um movimento brusco, e ficou com as pernas para cima. Seu vestido naturalmente seguiu a lei da gravidade, e o público delirou.

Eram comuns os gracejos masculinos, mas não podíamos evitar essas reações. O Rubens que era mais esquentado entre nós, esboçava reagir, mas para não estragar as apresentações, se continha em seu ímpeto protetor.

Mas vou te contar, amigo leitor : a despeito dessas trapalhadas que ela aprontava por estar embriagada, cantava como uma Diva do Soul, Blues e Rock'n Roll.

Se ela tivesse permanecido na banda e nós termos tido a chance de topar com um produtor de porte em 1983, quando o BR-Rock explodiu definitivamente, teríamos certamente chegado ao mainstream, claro, desde que nos adequando ao padrão pop de FM's.

A Verônica esmagaria impiedosamente cantoras dessa cena que estouraram, como Paula Toller; Virginie, e Dulce Quental entre outras, e só encontraria uma rival à altura na Cássia Eller. 


Por outro lado, estávamos em 1982, e a Cássia só estourou no meio/fim dos anos noventa, portanto, era de outra geração. 

Isso poderia ter acontecido, pois sua voz era idêntica à da Tina Turner, Maggie Bell, Etta James...
 

Com um pouco de produção, ela seria um estouro...


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário