sábado, 21 de setembro de 2013

Autobiografia na Música - Sala de Aulas - Capítulo 4 - Por Luiz Domingues



Logo começaram a pipocar cartas na caixa postal da banda. 

O efeito da reportagem onde mencionaram as nossas aulas foi intenso.

Tanto, que nem nos preocupamos em produzir outros meios de propaganda por um bom tempo. 

Passado o choque inicial da primeira aula, comecei a me soltar mais, definindo parâmetros, metodologia, e também aprendendo algo muito importante: o caráter informal que nortearia as aulas, cada vez mais, tornando-as, leves, descontraídas.

Além de tornar o ambiente da aula mais agradável para todos, aprendi na base da prática, que isso teria um efeito pedagógico importante.
Isso porque os alunos inconscientemente, eram treinados na coordenação motora. Enquanto eram distraídos e falavam de coisas que não tinham nada a ver com o exercício que eu lhes passava, aprendiam a tocar com independência, desenvoltura, e sem precisar prestar atenção no instrumento.

Isso ocorreu meramente ao acaso, pois a bem da verdade, eu não era professor, eu "estava" professor...

Nesse período, estabeleci uma rotina que perdurou até a minha última aula em 1999 : meu período ia de aulas era de terça a sábado.

No início de agosto, notei que o sábado seria naturalmente o dia mais concorrido. Era tradicionalmente preenchido por alunos que trabalhavam e estudavam nos dias úteis, e os dias de semana, por alunos mais jovens que só estudavam, basicamente.

Já em agosto de 1987, estava instalado definitivamente na casa do vocalista Beto Cruz, no bairro Jardim Bonfiglioli, zona oeste de São Paulo. 

Era mais conveniente, pois ali foi a sede da Chave do Sol em seus últimos momentos e assim, todo o equipamento ficava ali. 

Em agosto, eu tinha entre cinco e sete alunos regulares e o Beto, pelo menos doze. Isso era natural, pois existem tradicionalmente muito mais alunos interessados em aprender guitarra, do que baixo ou bateria. E ele devia ter no início, mais uns quatro ou cinco alunos de canto, aumentando sua carga horária.

Eu dava aulas na ampla sala de estar, onde ensaiávamos, e o Beto num quarto isolado.



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário