quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Autobiografia na Música - A Chave do Sol - Capítulo 15 - Por Luiz Domingues



Ela se chamava Verônica Luhr. 

Era uma moça simples, sem nenhuma sofisticação, e não era afetada. 

De certa forma, seguia a cartilha da maioria das meninas que ingressam nessa carreira de modelo, ou seja, vem de famílias simples dos estados do Sul, principalmente Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e são descendentes de italianos, alemães ou de pessoas oriundas de países do leste europeu.

Geralmente são muito simples, e seus pais são pequenos comerciantes locais ou agrônomos. Verônica tinha essas características. Não me lembro se sua origem era alemã ou austríaca.

A beleza ficou em segundo plano (mas claro que seria um trunfo a mais para a banda), pois a voz dela era verdadeiramente incrível.
 Verônica Luhr, em foto bem mais atual, que achei na Internet

Tanto é verdade, que a convidamos imediatamente, e certos de que havíamos encontrado uma joia rara, ainda que bruta.

A Verônica assumiria uma importância tão grande na banda, que por conta de sua entrada, portas importantes se abririam logo a seguir, conforme esclarecerei a seguir.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário