sábado, 20 de julho de 2013

Violácea Anatema - Por Julio Revoredo




Da haste, o hoste, tinge-se (improviso)

O hoste, da haste, faça-se (Joyce)

O atemporal mar, não desvidra-se

Agora e sempre, começo, começa, o que segue-se.

Ópio que enubla safira e Odysseus

Infenso método

Soturno parafuso.

Why not ? - several people ?

Potássio e férreo vestígio, irmã-imã

Arco de Vênus, abrigo, lugar

Esponja

Coral

Espinho

Ostra

Cactus, adejas-te, safira aos céus.


 


Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de diversas músicas que compusemos em parceria, em três bandas onde atuei : A Chave do Sol, Sidharta e Patrulha do Espaço.

Aqui, evoca James Joyce, com muita contundência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário