terça-feira, 30 de julho de 2013

Autobiografia na Música - Trabalhos Avulsos (Quarteto...) - Capítulo 55 - Por Luiz Domingues


E uma segunda ocorrência me surpreendeu em relação à esses garotos. 

Cerca de dois meses após o ocorrido em minha casa, recebo um telefonema a cobrar de uma cidade no Rio Grande do Sul. 


Era o guitarrista, que numa atitude desesperada, queria que eu fosse imediatamente socorrer a banda lá, no Rio Grande do Sul, pois o baixista que os acompanhara, havia abandonado-os... 

Desesperado, queria que eu fosse terminar a turnê e dizia-me, que eles pagariam todas as minhas despesas do bolso deles mesmos, visto que a turnê estava sendo um desastre, e que o baixista abandonara-os, justamente pelas péssimas condições que enfrentavam. 

Admirei a franqueza do rapaz em admitir que estava sendo um desastre aquilo, mas o que eu poderia fazer ? 
Ir até o Rio Grande do Sul num ônibus de linha, carregando baixo, amplificador e bagagem, com a "garantia" de ter despesas ressarcidas, tocar em condições inóspitas, e numa banda onde eu não tinha nenhuma identificação musical e artística (fora a ruindade técnica deles, infelizmente) ? 

Fiquei com dó da situação dos meninos, mas realmente, seria um "programa de índio". Recusei, decerto. 

Após desligar o telefone, senti pena dos rapazes, mas é o tal negócio : só tem um jeito de adquirir experiência na vida, e é entrando na chuva, e sem guarda-chuva, capa & galocha... 

E como dado curioso, só realço que durante os ensaios que fiz com eles no estúdio da redação da Revista Dynamite, todo o staff da mesma, organizou um bolsão de apostas. A pergunta era : quanto tempo aguentaria ensaiar com aqueles garotos ? 

Isso foi revelado à mim algum tempo depois, por pessoas do staff da Dynamite, mas evidentemente em tom de brincadeira. 

Nunca mais tive notícias dos rapazes. Que eu saiba, ao menos no métier do Rock pesado paulistano, nenhum deles fez nada significativo. Eram dois irmãos, baterista e guitarrista e o vocalista destemperado e praguejador...
 
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário