sexta-feira, 12 de julho de 2013

Autobiografia na Música - Trabalhos Avulsos ( A Chave de Estado ou Golpe do Sol ?) - Capítulo 47 - Por Luiz Domingues

Muitos anos se passaram para eu voltar a ter uma atividade paralela musical, fora de uma banda oficial.

Então, foi só em dezembro de 1988, que fui fazer um trabalho paralelo, mas nesse caso era algo programado para ser um tributo à duas bandas do Rock internacional, e ocorreria numa apresentação só.

O que aconteceu, foi que o guitarrista Hélcio Aguirra, do Golpe de Estado, e o vocalista Beto Cruz, da Chave do Sol, resolveram prestar um tributo à banda britânica UFO, e seu guitarrista mais famoso, Michael Schenker. 

Para tanto, marcaram uma data no Black Jack Bar, e providenciaram uma fusão divertida de nossas respectivas bandas.

Sendo assim, eu e Paulo Zinner fomos convidados, e assumimos baixo e bateria, para completar o time. 

Ensaiamos alguns clássicos do repertório do UFO, e da carreira solo de Michael Schenker, para tocarmos no Black Jack Bar.

Contei uma curiosa história ocorrida durante esses ensaios, no capítulo "Sala de Aulas". 


Tocamos no dia 22 de dezembro de 1988, no Black Jack Bar, que ficava na Av. Adolfo Pinheiro, no bairro do Brooklin, zona sul de São Paulo.

Cerca de 380 pessoas assistiram esse show-tributo, e de última hora o guitarrista/tecladista Fernando Costa (bem conhecido no meio Rocker de SP, com o apelido : "The Crow"), apareceu, e tocou teclados, enriquecendo a apresentação.

Eu gosto do UFO, e acho a carreira solo do Michael Schenker bacana, mas não são nem de longe, trabalhos que eu idolatre. 

Porém foi divertido tocar, principalmente com tantos amigos envolvidos, e mesmo não sendo eu, um especialista nesse quesito, como o Hélcio e o Beto, que adoravam UFO e Michael Schenker Group, curti tocar.

E claro, a casa abarrotou de fãs dessas duas bandas, que deliraram com as músicas deles, que tocamos.

Lembro do Hélcio ter usado uma guitarra Gibson Flying V, modelo mais usado pelo Michael Schenker, tornando o tributo, muito fidedigno nesse sentido.



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário