terça-feira, 25 de junho de 2013

Autobiografia na Música - Trabalhos Avulsos (Jam com Jamaica Band) - Capítulo 46 - Por Luiz Domingues

Então ele pegou um violão, e passou a tocar diversas músicas da Bossa Nova, com uma destreza incrível, fazendo aqueles malabarismos todos, típicos da Bossa Nova, para reproduzir acordes difíceis e sofisticados etc etc.

Ao final, ironizou-me por ser "brasileño", e não tocar Bossa Nova, isso em meio aos gritos de regozijo de seus compatriotas...

Confesso que fiquei chateado, não por não saber tocar Bossa Nova ou ser tecnicamente fraco ao violão, mas por essa demonstração babaca de desdém. Para que ???

Eram quase cinco da manhã, quando saí com meu baixo na Av. Santo Amaro, a pé e morrendo de medo, pois o meu Fender Jazz Bass era um "filho único" naquela época...

A sorte é que não havia nenhum vagabundo no ponto do ônibus, e logo os comerciantes começaram a abrir seus estabelecimentos e o trânsito a aumentar, tirando um pouco do perigo iminente das madrugadas.

E assim foi a minha apresentação única com a Jamaica Band de Rudy e Nacho Smilari...


Abaixo, algumas informações sobre Nacho Smilari :

http://www.taringa.net/comunidades/losmismosdesiempre73/1304401/Nacho-Smilari-(el-violero-de-Equot;PoderEquot;).html

Achei essa site argentino, onde tem um release da carreira do Nacho. Começa na banda "La Barra de Chocolate"onde o Nacho tocou em 1969, na Argentina.

 

Em seguida, tocou com Billy Bond em "Billy Bond y La Pesada del Rock'n'Roll". Uma banda muito famosa na Argentina do início dos anos setenta.
Passou para o "Cuero" e depois formou a Jamaica Band.

Recentemente, nesse show tributo ao Aeroblues realizado em Buenos Aires ( referindo-me  à um evento ocorrido em Buenos Aires em 2011 e com a presença do Rolando Castello Júnior, na bateria), participou, conforme vídeos anexos neste link, acima.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário