quarta-feira, 27 de março de 2013

Autobiografia na Música - Língua de Trapo - Capítulo 22 - Por Luiz Domingues

Tive que aprender e decorar várias deixas de entrada e saída de cena. 

A banda entrava com esse uniforme ridículo, tocava duas músicas, e a seguir voltava ao camarim para trocar-se novamente.

Voltávamos com calça e camiseta branca, e um paletó cor de laranja. 


Depois colocávamos um chapéu de cowboy para tocar um "Country", e daí em diante, mudávamos pouca coisa até o final, com exceção do Laert; Pituco, e o ator Paulo Elias, que trocavam de roupa praticamente a cada música.
O show era estruturado para intercalar áudio, vídeo, e intervenções cênicas, fora a estratégica troca de vocalistas. 

Enquanto o Laert se trocava, o Pituco estava em cena, e vice-versa. E no caso dos dois atuarem juntos, haviam deixas de áudio e vídeo, ou intervenções do ator Paulo Elias, aliás, hilárias.

Nesse período de outubro, tive que me desdobrar para aprender as músicas, e decorar essas marcações todas.

E haviam empecilhos ! 

Pois ainda estavam com muitas datas marcadas do show antigo para cumprir. 

Logo na metade de outubro, eu viajei com eles para Curitiba, pois eles fariam duas semanas de show num teatro de lá (Teatro Paiol), e a minha presença seria imprescindível por alguns motivos :

1) Durante o período da tarde, ensaiaríamos no teatro, onde eles se apresentariam à noite. Nos shows, o baixista Mário Campos que estava interino, desde a saída de Luis "Risada" Lucas, tocava, mas à tarde, ensaiávamos o novo show;

2) Haveriam apresentações na TV local, e como novo membro, eles queriam que eu aparecesse nessas circunstâncias;

3) Mesmo sendo o show velho, algumas músicas permaneceriam no set list do novo show, portanto, queriam que eu tocasse ao vivo um pouco, para me entrosar com a banda;

E lá fui eu com o Língua, ficando duas semanas de outubro de 1983, com eles em Curitiba, infelizmente produzindo um raro hiato de ensaios com a Chave do Sol, causando a primeira indisposição.

Em Curitiba, já começaram a surgir as inúmeras coisas engraçadas, que contarei nos próximos capítulos.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário