segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Autobiografia na Música - Terra no Asfalto - Capítulo 15 - Por Luiz Domingues


E assim, no dia 23 de fevereiro de 1980, refeitos da frustrante e claustrofóbica viagem ao litoral, fomos tocar novamente no bar Lei Seca.

Desta vez, um público muito bom compareceu à noite, com cerca de 300 pessoas abarrotando as dependências da casa. 


Mas havia uma explicação : tratava-se de uma festa fechada. E a surpresa agradável que tivemos foi esse bom cachet, além de um público animado.

E as curiosas, foram duas personalidades improváveis que ali estavam, que evidentemente jamais imaginaríamos ver: o ator Global, Mário Gomes, e o compositor/cantor e violonista, Luis Carlos Sá, da dupla Sá e Guarabyra.
O Mario Gomes estava acompanhado de uma mulher espetacular. 

Trajando Smoking num bar informal, causava espécie também por esse aspecto. 

Os maldosos rumores que quase destruíram a sua carreira, eram ainda recentes no início de 1980, portanto, sua presença ali chamava a atenção também por esse aspecto, quando ouviam-se cochichos com piadas maledicentes sobre o episódio ocorrido entre 1977 e 1978, mais ou menos.

Alheio à esses comentários fortuitos, ele dançou a noite inteira com a mulher linda que o acompanhava, num autêntico tapa de luva de pelica nos seus detratores...

E o Luis Carlos Sá, como músico, ficou nos vendo tocar, aplaudiu bastante e cumprimentou o Mu, elogiando sua performance em particular.

Sim, vivíamos um ótimo momento de expansão naquele começo de 1980, alavancando datas e datas. Mas logo teríamos baques, que mudariam o panorama.

E quanto ao Luis Carlos Sá, ele realmente curtiu por um bom tempo a nossa performance. Coisa de músico que acaba ouvindo música de uma forma diferente das pessoas que não se ligam em pormenores, e a seguir, foi curtir a festa, pois estava lotada a casa, cheia de mulheres bonitas etc etc.


A próxima parada, foi numa outra casa badalada da época, chamada "Casablanca", que ficava no Campo Belo, zona sul de São Paulo, e bairro vizinho ao Brooklin.

Nessa casa, tocaríamos pela primeira vez com o Terra no Asfalto, mas na verdade, tocaríamos outras vezes com a segunda formação da banda, que se iniciaria em dezembro de 1980, e teria maior longevidade.

Um fato extraordinário aconteceu nessa noite. O que tinha tudo para ser um desastre para o Terra, acabou se transformando numa das mais hilárias histórias dessa banda.

Conto tudo no próximo capítulo.



Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário