segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Autobiografia na Música - Terra no Asfalto - Capítulo 16 - Por Luiz Domingues


A próxima apresentação foi no bar Casablanca, que ficava na av. Vereador José Diniz, no bairro do Campo Belo, zona sul de São Paulo. Ele era bem badalado nessa época e costumava lotar suas dependências de jovens burgueses, playboys e patricinhas em geral.

Não era fácil arrumar uma data nessa casa, pois era cobiçada entre bandas cover da época, mas o Terra no Asfalto acabou conseguindo uma apresentação para o dia 27 de fevereiro de 1980.

Um pouco antes da apresentação começar, Mu, Gereba e Paulo Eugênio foram à rua para consumirem uma substância ilícita.

Eu e Cido ficamos no bar esperando, com o equipamento montado e o som passado. A casa foi enchendo e os rapazes demorando...


A casa foi lotando e o gerente começou a nos incomodar, pressionando-nos a iniciar. 

O tom foi esquentando, e o gerente agora fazia ameaças de que nunca mais tocaríamos lá etc etc...

Então, o Cido Trindade foi procurá-los na rua. Não os achou, e nós não sabíamos mais o que dizer para o estressado gerente (mas ele tinha razão, infelizmente).

Então, com a casa abarrotada, onde mal se podia andar, aparecem os três, e acompanhados de um policial militar !!


Eu e Cido pensamos : Foram presos, e só vieram nos avisar para desmontar o equipamento...

Mas aí, percebemos que o PM estava sorridente, tirou o boné, abriu a camisa, colocou a calça por cima do coturno, parecendo querer se disfarçar, eliminando os sinais de sua farda.

Sentou-se numa mesa, e curtiu o show a noite inteira, bebeu, dançou, ficou bêbado, flertou com várias garotas, e no auge da farra, chegou a amarrar uma bandana na testa, usando uma gravata improvisada...


Era seu aniversário, e o Mu chegou a anunciar isso no microfone, tocando "parabéns para você" na guitarra.

Só depois da noite se encerrar, lá pelas 3:00 h da manhã, soubemos o que significava aquilo.

Realmente, os rapazes estavam na rua usando o material ilícito, quando foram surpreendidos por uma viatura da polícia militar.


Foram presos em flagrante, mas para a sua sorte, os quatro PM's daquela "Veraneio", eram simpatizantes do material, também. 

Após a abordagem padrão, o sargento relaxou o flagrante, vendo que os músicos eram só usuários...




Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário