sábado, 29 de setembro de 2012

Precário - Por Julio Revoredo


Miniaturas de impalpável silêncio

Áreas abandonadas sob radiações solares

Donde, solombras como evacuadas urbes

Como ondas noturnas em ventania,

Decretam, o inesperado precário.





Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de diversas músicas que compusemos juntos, em três bandas onde atuei : A Chave do Sol, Sidharta e Patrulha do Espaço. 

Aqui, passeia por imagens urbanas que evocam o seu desolador vazio pós-apocalíptico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário