quarta-feira, 4 de julho de 2012

Por Alguns Segundos - Por Luiz Domingues

Um Olhar,

Um sorriso,

Um fio de esperança...

Que o trem levou

Para o infinito.


Poema criado em 1982, num momento de melancolia prosaica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário