segunda-feira, 18 de junho de 2012

Autógrafo - Por Luiz Domingues


Um pedaço de papel,

Um rabisco apressado.

Uma fuga, uma ilusão.

Um sonho realizado.

Poema escrito em 1982 e certamente refletindo uma opinião pessoal sobre essa relação subserviente e sem sentido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário