quinta-feira, 17 de maio de 2012

Ode a Jeff Keen - Por Julio Revoredo


Sentado de ponta cabeça

Recorta o cosmo, caos

Singra através do seu introorbe, como em naus.

Mundo alucinado


Mundo convoltado

Arte e imagem, sobreposição.

Jeff keen


Jeff keen

Em sua mente, nada tem fim.

Faço-lhe uma ode

Gênio, alma nobre.

Jeff keen


Jeff keen

Como em naus, singra através do seu introorbe.

Mundo alucinado


Mundo convoltado

Arte



Imagens

Sobreposição





Julio Revoredo é colunista fixo do Blog Luiz Domingues 2. Poeta e letrista de diversas músicas que compusemos juntos, em três bandas onde toquei : A Chave do Sol, Sidharta e Patrulha do Espaço. É também um cinéfilo praticante e aqui, prestou sua homenagem à Jeff Keen, diretor maldito, entre os malditos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário