terça-feira, 29 de maio de 2012

Autobiografia na Música - Boca do Céu - Capítulo 8 - Por Luiz Domingues


Animados com esse show debut, soubemos de um Festival produzido pela Revista "Música".

Esse festival se chamava "Fimp", e essa revista era um meio termo entre a "Rock , a História e a Glória" e a "POP", pois não tinha o mesmo nível de textos e staff de grandes jornalistas que a "Rock" tinha, e tampouco a qualidade visual da "POP", mas vez por outra trazia reportagens interessantes, como por exemplo uma edição especial que lançou em 1977, comemorativa aos 10 anos do lançamento do LP Sgt° Peppers dos Beatles.



Gravamos uma fita no ensaio, com as músicas "Assim Como", "Tango x Tanga", "Tudo Band"e "Diva".


Não nos classificamos, mas isso não nos abalou, e prosseguimos com nossos planos, normalmente.

Agora, não posso deixar de observar: qual teria sido a expressão facial do sujeito que ouviu o material que enviamos ao Fimp ? 

A qualidade sonora estava um horror e a banda, longe de ser minimamente audível.
Eu fico pensando que força de vontade extraordinária nós tínhamos, pois não é fácil para ninguém começar da estaca zero, e ainda mais naquela época, onde nosso padrão de influência musical externa era altíssima.

Hoje em dia, um garoto de 15 anos ouve uma bandinha "emo" e seis meses depois, toca igual ou melhor que seu "ídolo". Nós, ouvíamos a nata do Rock, e para chegar lá, demandaria anos de estudo e muita força de vontade...

Simplesmente inacreditável essa vontade que tínhamos, pois o que tocávamos, era muito aquém do que gostaríamos de tocar.


Continua...



Nenhum comentário:

Postar um comentário